Nada É Como Foi

Esta exposição é o resultado de um  concurso que visa exortar a arte da fotografia despertando a criatividade e a produção de imagens, durante o isolamento social, face à nova realidade que a COVID-19 nos trouxe.

Através da fotografia pretendemos mostrar com um olhar artístico o impacto da COVID-19 nos mais variados meios. Com este exercicio, através dos concorrentes, poderemos avaliar qual é o discernimento que a sociedade tem em relação ao distanciamento social, promover de forma colectiva a conscientização sobre as formas de combate e prevenção ao vírus, sempre valorizando a prática artística na área da fotografia.

A exposição Nada É Como Foi está também patente fisicamente na galeria Kulungwana a partir do dia 08 de Setembro nos seguintes horários:

Das 10h00 às 17h00 de Terça à Sexta-feira 
Das 10h00 às 15h00 aos Sábados   

A votação está aberta ao público até ao dia 11 de Setembro às 23:59 ( Horário de Moçambique).

Clique aqui para ver o video de abertura da exposição

Clique aqui para saber quais foram as fotografias mais votadas

























Júlio César Dengucho, Pescando na via apia , 2020

Luis Duzenta, Luzes da Solidão , 2020

Watson Colosse, banho me para purificar me pois não tenho outra forma de me proteger. , 2020

Zita Chipanda, Sem comentário , 2020

Mahumana, Sem título , 2020

Inácio Pereira, Vidas Seguras , 2020

Douglas Kondzo, Sem título , 2020

Januário Magaia, O mercado e O COVID , 2020

Júlio César Dengucho, O contrabaixo , 2020

Miguel Peral, Quando vai isto acabar? , 2020

Isaías Sithoe, Responsabilidade , 2020

Dudu Mogne, O lavador de carros , 2020

Silasse Solomon, O novo normal , 2020

Ilec Vilanculo, Três-três , 2020

Luis Duzenta, Reflexos , 2020

Júlio César Dengucho, A máscara , 2020

Miguel Peral, A beleza usa máscara? , 2020

Isaías Sithoe, Ela pode estar aqui , 2020

Miguel Peral, Sunset para 2? Não por causa do COVID , 2020

Douglas Kondzo, Sem título , 2020

Ilec Vilanculo, Mahindras , 2020

Januário Magaia, O mercado e o COVID , 2020

Zita Chipanda, Será?1 , 2020

Luis Duzenta, Luzes da Solidão , 2020

Watson Colosse, perco me num mar calmo em um mundo em constante turbulência , 2020

Ilec Vilanculo, Bom preço , 2020

Watson Colosse, Custa nos ficar em casa, custa nos mesmo, nossa ingenuidade faz nos pensar que somos imunes a covid. , 2020

Zita Chipanda, Deambulando desprevenida , 2020

Inácio Pereira, Vida Segura , 2020

Douglas Kondzo, Sem título , 2020

Isaías Sithoe, Não se expor ao virus , 2020

Januário Magaia, Mercado II CoVID , 2020

Dudu Mogne, O vendedor de vassouras na praia , 2020

Dudu Mogne, Varanda da Vizinha , 2020

Silasse Solomon, Acessório Vital , 2020

Galeria Kulungwana

September 07, 2020 - September 07, 2020